Escrito por: TIVIT

Nesta era digital interconectada, em que a segurança da informação é imprescindível, a gestão de identidades e acessos (IAM) emerge como um pilar na proteção dos ativos e dados da empresa.

 

A IAM não é apenas uma medida de conveniência, mas também uma estratégia robusta para proteger informações críticas, minimizar ameaças cibernéticas e atender a exigências regulatórias.

 

Para entender mais sobre o universo da gestão de identidades e acessos qual a sua importância e como implementá-la eficazmente em sua empresa, é só continuar a leitura. Acompanhe.

 

Como a gestão de identidades e acessos funciona?

 

A Gestão de Identidades e Acessos (IAM) é uma estratégia e um conjunto de processos que controla e gerencia as identidades de usuários, bem como suas permissões de acesso a sistemas, aplicativos e recursos em uma organização.

 

O funcionamento ocorre de maneira integrada, de modo que somente as pessoas autorizadas acessem as informações e os sistemas autorizados, protegendo a empresa contra ameaças internas e externas.

 

Confira, em detalhes, como a IAM funciona:

 

    • Identificação: o primeiro passo é criar uma identidade única para cada usuário. Geralmente, por meio de credenciais, como nomes de usuário e senhas, ou por métodos mais avançados, como autenticação biométrica;

 

    • Autenticação: uma vez que uma identidade é estabelecida, o sistema exige que o usuário prove sua autenticidade;

 

    • Autorização: após a autenticação bem-sucedida, o sistema determina os recursos e as informações aos quais o usuário tem permissão para acessar. Essas permissões são baseadas em funções, políticas e atributos do usuário;

 

    • Monitoramento e auditoria: a IAM inclui o gerenciamento contínuo dos direitos de acesso dos usuários, pela concessão de permissões adicionais, à medida que os usuários assumem novas funções ou responsabilidades, bem como a revogação de permissões quando necessário, como quando um funcionário deixa a empresa;

 

    • Monitoramento e auditoria: a IAM monitora continuamente as atividades dos usuários para detectar comportamentos suspeitos ou não autorizados;

 

    • Gerenciamento de ciclo de vida: isso abrange a criação, modificação e exclusão de identidades de usuário à medida que entram, mudam de posição ou deixam a organização. O gerenciamento de ciclo de vida ajuda a manter o acesso apropriado e a mitigar vulnerabilidades de segurança.

 

    • Integração com sistemas e aplicativos: a IAM é integrada com sistemas e aplicativos para garantir que as permissões sejam aplicadas consistentemente em toda a organização. Isso inclui integrações com sistemas de recursos humanos, diretórios de usuário e aplicativos de terceiros.

 

  • Recuperação de desastres e continuidade de negócios: os sistemas críticos são acessados e gerenciados mesmo em emergências.

 

Principais motivos para usar

 

Uma solução de Gestão de Identidades e Acessos (IAM) promove uma série de vantagens, que aprimoram a segurança e a eficiência operacional de uma empresa, enquanto reduzem os riscos relacionados a ameaças de fraudes de identidade, phishing, vazamentos de dados e acessos não autorizados a informações confidenciais.

 

A seguir, destacamos os benefícios que um sistema de IAM proporciona.

 

Processos transparentes

 

A IAM torna os processos mais transparentes, garantindo que apenas os usuários autorizados acessem recursos e informações específicas, melhorando a visibilidade e o controle sobre o fluxo de informações na organização.

 

Automatização de processos

 

A automação de processos é simplificada com a gestão de identidades e acessos, economizando tempo e recursos ao automatizar tarefas de provisionamento e desativação de contas de usuário, o que também diminui a incidência de erros humanos.

 

Mais eficiência da equipe de segurança

 

Com a IAM, as equipes de segurança focam em ameaças reais e, em vez de despenderem tempo gerenciando manualmente as permissões de acesso, a detecção e resposta a ameaças é mais eficiente e ágil.

 

Melhoria da governança em TI

 

A tecnologia promove uma governança mais eficaz em TI, permitindo o controle preciso das permissões de acesso e o monitoramento contínuo das atividades dos usuários, o fundamental à conformidade regulatória.

 

Redução de custos operacionais

 

A IAM reduz os custos operacionais ao automatizar tarefas, minimiza riscos de segurança e melhora a eficiência operacional em toda a organização.

 

Aumento da produtividade

 

Com a capacidade de conceder rapidamente acesso aos recursos necessários, a IAM aumenta a produtividade dos funcionários. Assim, acessam oportunamente as ferramentas e informações de que precisam para realizarem suas tarefas.

 

Conformidade com regulamentações (LGPD)

 

A IAM auxilia na conformidade com regulamentações, como na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), ao fornecer registros detalhados de atividades de usuário, proteger a privacidade dos dados e permitir respostas rápidas a incidentes de segurança.

 

Como implementar a gestão de identidades e acessos?

 

Implementar com sucesso um sistema de Gestão de Identidades e Acessos (IAM) requer uma abordagem cuidadosa e estratégica.

 

Confira os passos essenciais para uma implementação eficaz da IAM.

 

Avaliação das necessidades atuais e futuras

 

Antes de investir em uma solução de IAM, considere as necessidades presentes e futuras da empresa, por exemplo, a infraestrutura de TI atual e as demandas em constante evolução.

 

Essa previsão assegura que a solução escolhida seja escalável e atenda aos requisitos em constante mudança da organização.

 

Verificação de compatibilidade e conformidade

 

Certifique-se de que a solução de IAM seja compatível com o sistema operacional, com os aplicativos de terceiros e servidores da web em uso.

 

Todas as aplicações que precisarão ser integradas ao sistema de IAM, para evitar lacunas na segurança, precisam constar numa lista abrangente.

 

Gerenciamento da mudança

 

A transição para uma nova abordagem de autenticação e autorização de usuários pode ser disruptiva.

 

Portanto, é recomendável implantar a solução de IAM gradualmente, começando por áreas específicas da empresa, como o departamento financeiro, antes de implementá-la em toda a organização.

 

Desse modo, a gestão de mudanças é mais eficiente, e o impacto sobre as operações é menor.

 

Definição e rastreamento de métricas-chave

 

Para avaliar a eficácia do sistema de IAM, defina e acompanhe o desempenho das métricas-chave, pela medição do tempo necessário para provisionar novos usuários, pelo número de redefinições de senhas e monitoramento de possíveis violações de Segregação de Deveres (SoD).

 

O acompanhamento regular dessas métricas permite ajustar a solução e assegurar um retorno positivo sobre o investimento.

 

Endpoints ou dispositivos

 

Em ambientes complexos, como redes com infraestrutura de TI privada ou em cenários de Internet das Coisas (IoT) e tecnologia operacional (OT), é essencial considerar os endpoints ou dispositivos.

 

A IAM não deve ser isolada, pois isso causaria riscos de segurança, como exposição a ataques de botnet.

 

Uma estratégia abrangente de IAM deve abordar a gestão de acesso, não apenas de usuários, mas também de dispositivos.

 

Conheça nossa solução completa

 

A TIVIT entende a importância da segurança da informação e oferece um serviço gerenciado e avançado de cibersegurança, alimentado por equipes especializadas e certificadas, que atuam incansavelmente na detecção e resposta às ameaças em tempo real.

 

Nossa plataforma emprega Inteligência Artificial e Machine Learning na investigação, identificação e neutralização de ameaças, protegendo seus ativos e dados mais críticos.

 

Não deixe a segurança da sua empresa ao acaso. Conheça nossa solução completa de cibersegurança e fortaleça sua defesa no mundo digital. Junte-se a nós na implementação de proteção e garanta o sucesso contínuo do seu negócio.

 

Saiba mais sobre gestão eletrônica de documentos 

 

Confira também: O que é EDR

Conteúdos Relacionais